Alô, meus queridos! Como vão vocês? O texto de hoje dá início a uma série semanal de posts a respeito de redes sociais (sim, redes sociais, e não, não sobre Facebook e Twitter), que irá ao ar aqui no Vitamina todas as quartas por um algum (ainda indeterminado) tempo. A ideia é mostrar uma série de outras redes sociais mais específicas e menos famosas do que as tradicionais, mas que também são bem legais e oferecem uma série de ferramentas e opções interessantes (outras nem tão interessantes, mas divertidíssimas).

E vocês me perguntam: por que Bazinga? E eu respondo: por nada. Eu não tive nenhuma ideia melhor. E pra começar bem, hoje eu apresento a vocês uma rede viciante e com uma sacada genial: o Fashiolista!

Deem uma olhadinha no layout (e não se assustem com o Italiano, tem todas as opções de línguas):

1. O QUE É?

Como o próprio nome sugere, o Fashiolista é uma rede social voltada essencialmente para o mundo da moda, e faz a festa de blogueiras, consumidoras online e fashionistas de plantão.

2. PRA QUE SERVE?

Mil e uma utilidades. Mas vamos por partes.

Com uma interface simples, ele pode funcionar basicamente como uma vitrine, onde você tem a possibilidade de colocar seus itens preferidos – sejam roupas, acessórios,sapatos, bugingangas, looks ou qualquer outra imagem que você possa carregar do seu computador ou diretamente da net. Pra quem vive salvando imagens no desktop e depois acaba esquecendo o local de origem, é uma benção: além de organizar suas imagens em uma galeria virtual e desafogar seu pc, ele grava a url de origem e permite que você seja redirecionado para o site. OU SEJA: você não vai deixar de comprar aquela peça maravilhosa e barata que você viu num site completamente random porque esqueceu o endereço e acidentalmente apagou o histórico :)

Muito prático pra quem tem costume de fazer compras pela internet, é uma ótima maneira para conhecer sites do mundo todo e de garimpar peças exclusivas e personalizadas sem precisar morrer de tanto andar atrás de brechós e outras lojas. A rede bomba com milhares de imagens, o tempo todo. Para saber a origem de qualquer uma delas, basta clicar na mesma e você terá a possibilidade de ser direcionado para o site de origem dela. Também existe um tipo de “galeria” onde estão listados os sites mais recomendados da rede. De lojas mundialmente conhecidas a sites locais, tem muita coisa bacana.

Além de servir para organizar suas imagens, é um ambiente que te permite acompanhar de perto o mundo da moda. Além de poder seguir as tendências com as peças e looks em destaques – que, como todas sabem, servem de modelo e direcionamento de vida para o nosso guarda-roupas – selecionadas pelas usuárias da rede, você pode também acompanhar os grandes eventos de moda do cenário mundial. Uma parte do Fashiolista é voltada somente para eventos como o SPFW e afins. Há ainda um blog (gerido pelo próprio fashiolista), onde além de fotos e atualizações sobre eventos, você encontra dicas de tendências, entrevistas com personalidades do mundo fashion e ensaios fotográficos diferentes.

A funcionalidade do Fashiolista varia de acordo com a demanda de quem usa. Eu, pessoalmente, uso mais para selecionar as peças que me interessam e organizá-las (tendo em vista que, dentro do seu perfil, é possível criar listas. Se quiserem ver algumas idéias, olhem lá no meu perfil ou no de outras pessoas). Contudo, agora que já estou lá há mais tempo e que minha vida financeira está – finalmente, cá entre nós – ficando organizada, está se tornando também uma ótima opção de e-commerce na minha vida. Há sites caríssimos, isso é fato: contudo porém todavia e entretanto, pessoas semi-pobres como eu costumam desenvolver o dom de encontrar promoções, liquidações e opções lindas e baratas, mesmo online. Tem gente que usa como atualização de moda mesmo, ou para descobrir coisas interessantes e montar looks legais. Depende muito de cada um.

3. COMO FUNCIONA?

É uma combinação legal de algumas idéias já existentes com ferramentas distintas. Partindo do que já existe, no Fashiolista você tem a opção de “seguir” as pessoas (oi, twitter), assim como pode ser seguido por elas. Assim como no twitter, as atualizações das pessoas que você segue estarão disponíveis em uma aba, para que você possa acompanhar – o que não impede que você tenha acesso a uma página geral que está é constantemente atualizada por todos os usuários. Outra coisa que já existe é o fato de você poder curtir as fotos – só que, na nossa rede fluffy, o botão te dá a opção de “amar” determinado ícone. Um espécia de Facebook + retweet, ao “amar” alguma coisa, você faz com que ela seja automaticamente publicada no seu perfil. Existem diversas outras funções dentro da rede, mas o divertido mesmo é fuçar e descobrir.

Quando eu disse no começo do post que a rede tinha uma sacada simplesmente GENIAL, eu não estava exagerando. Para quem nunca parou pra pensar, vale a pena refletir que o público do mundo fashion é muito fiel e, acima de tudo, muito consumista. Não que todos gastem rios de dinheiro com novos produtos e roupas o tempo todo; porém, sempre gastam alguma coisa, ainda que pouco devido a um orçamento apertado ou a outro fator. É uma frente de consumo que tem lá seus picos mas, ainda assim, tem uma constância mínima que é bastante alta. Desenvolver uma rede social voltada exclusivamente para esse público e aliá-la a uma plataforma mundial de lojas online – criada, por sua vez, pelos próprios usuários – não pode ser considerado menos do que fantástico.

P.S.: Blogueiras e fashionistas que não são adeptas à rede: vocês não tem ideia do que estão perdendo. Corre lá!

Adiós, Muchachos!

Autor: Nathália Bariani

Gostou? Então leia também:
- 10 Técnicas de Design para Fotos com Textos
- O Segredo dos Social Medias

Saiba mais sobre Inbound Marketing