Categorias
Blog Marketing de Conteúdo

As Melhores Estratégias Digitais para Promover sua Empresa

Novas tecnologias e interações demandam estratégias digitais compatíveis com esse novo cenário e valores. Seu negócio está preparado para a Era da Transformação Digital?

Alguns estudiosos falam que a Transformação Digital que vivemos atualmente é a quarta revolução industrial, que fará com que as tecnologias digitais, físicas e biológicas se conectem.

Futurista demais? Com certeza, não. Inovações como a Internet das Coisas (IoT) obedecem justamente ao princípio de orquestrar soluções que conectem equipamentos e, assim, ofereçam comodidades e otimizações no cotidiano das pessoas e empresas.

Isso vai da lista de compras automatizada da geladeira — conectada ao sistema de vendas online do supermercado — até os painéis de controle de smartwatches, para acompanhar os sinais vitais de idosos que moram sozinhos.

É uma dinâmica repleta de tecnologias, que deixa tudo completamente diferente, acelerado e com maiores níveis de exigência, o que demanda estratégias de marketing digital muito mais eficientes e revolucionárias.

Quer saber quais as melhores delas para promover sua empresa na Era da Transformação Digital? Listamos neste post para você. Acompanhe até o final!

Como montar a estratégia de marketing digital ideal?

Para o sucesso das estratégias, primeiramente, é preciso entender a dinâmica do mercado, o perfil do público e quais os desafios a serem enfrentados. Com isso em mente, considere os seguintes passos.

Crie um centro de excelência para a inovação

Um centro de excelência ou um profissional responsável por essa área é aquele que, além de considerar as inovações instrumentais, que estão nas rotinas do negócio, também pensa além, estuda as tendências, analisa o mercado e propõe novas soluções.

O centro de excelência está intimamente ligado com áreas como Business Intelligence e usa todos os dados possíveis do negócio para propor melhorias no atendimento ao cliente e processos internos.

Inicie um processo de disrupção dentro de seu próprio negócio

É pelas melhorias nos processos internos, aliás, que a disrupção pode ocorrer. A ideia de inovar e revolucionar o mercado não precisa surgir como o Uber. Ela também pode vir do conceito de fazer mais e melhor aquilo que já existe. Os resultados dessas ações trarão um grande impacto para o negócio e o mercado.

É o caso da Netflix, que surgiu em 1997 como uma empresa que locava DVDs. Ao observar as tendências do mercado e as tecnologias que estavam surgindo, lançou o serviço de streaming em 2007.

Já seria uma estratégia digital de inovação incrível, mas os custos com licenciamento ainda eram altos, então, em uma nova disrupção, iniciou sua própria produção de conteúdo e colheu os frutos do sucesso mais uma vez.

Digitalize as interações sem esquecer da experiência do cliente

É provável que um centro de excelência criado capte as necessidades dos clientes e impeça que qualquer nova estratégia penalize sua satisfação.

Ainda assim, é preciso mencionar que a digitalização das interações é imprescindível nos dias de hoje, afinal, os próprios consumidores estão muito mais conectados e atuantes no mundo digital.

Dessa maneira, é preciso alinhar a digitalização das interações com a melhoria da experiência dos clientes.

Na pesquisa E-commerce Trends 2018, por exemplo, 97% dos respondentes relataram já terem abandonado o carrinho de compras em uma loja virtual. Qual a razão?

Faltou suporte ou as ofertas de produtos não estavam otimizadas para o perfil do comprador? Ou será que ele não sabia muito a respeito da marca ou qualidade dos produtos?

São perguntas que devem ser estudadas e transformadas em estratégias digitais que promoverão melhores interações e relacionamento com os clientes.

Quais as melhores estratégias digitais para o marketing do negócio?

Trazendo essas diretrizes para o marketing digital, é possível listar as estratégias que reduzem custos, personalizam interações, aumentam o relacionamento com o cliente e, à sua maneira, promovem a inovação interna.

Marketing de conteúdo

Estratégias de conteúdo otimizado proporcionam 10 vezes mais visitas e 15 vezes mais clientes, citando novamente os dados da pesquisa E-commerce Trends 2018.

Ou seja, criar conteúdos que proporcionem uma boa experiência de leitura, eduquem o público e estejam formatados dentro das exigências dos principais buscadores precisa estar entre os pilares das ações de uma empresa no mercado.

Para apostar em marketing de conteúdo, alguns pontos são fundamentais, tais como:

  • segmentação do público-alvo e definição de uma representação semifictícia dele (persona) para criar conteúdos que solucionem suas principais dúvidas e provoquem engajamento;
  • criação de um funil de marketing que distribua os conteúdos nas fases que a persona precisa percorrer desde o descobrimento, reconhecimento de que tem um problema, entendimento das possíveis soluções e decisão de compra ou contratação;
  • modernização dos conteúdos, fazendo com que eles estejam mais apropriados para as novas gerações economicamente ativas;
  • realização de testes de formatos de conteúdos e ajustes de acordo com a performance que apresentam;
  • análise do mercado, palavras-chave de interesse do público, ações que a concorrência está tomando.

Antes de mais nada, é fundamental criar conteúdos de qualidade e que sejam relevantes para seu público, assim como fazer o uso de estratégias de Search Engine Optimization (SEO), para que fiquem em destaque e facilitem a busca dos interessados.

Email marketing

Como já mencionado, as interações devem ser personalizadas e cada vez mais íntimas, ainda que regadas de soluções de automação de marketing, como é o caso do email marketing.

Inclusive, engana-se quem acha que o e-mail é ultrapassado e pouco eficiente nas estratégias de relacionamento com os clientes. Para apontar a verdade dos fatos, suas taxas de abertura e interação do público costumam ser bem altas.

Ao oferecer ao cliente a oportunidade de assinar uma newsletter, por exemplo, uma empresa garante que os conteúdos enviados são bem-vindos, seja com a oferta de descontos, seja na entrega de materiais ricos e informacionais.

Esse tipo de estratégia cria uma comunicação exclusiva e íntima com o público assinante.

Com as soluções atuais, é possível automatizar todo o processo — do cadastro dos interessados na newsletter, passando por seus disparos regulares, até a análise da performance, com alertas sobre índices altos ou baixos de abertura, emails automáticos de respostas etc.

Mas é preciso inovar ainda mais nessa estratégia, visto que outros concorrentes também fazem seu uso, e que a automatização eleva a necessidade de criar conteúdos e layouts ainda mais conectados com o perfil do público.

Entre as medidas, podemos citar:

  • investimento no design do email marketing, fortalecendo por ele a identidade visual do negócio;
  • criação de conteúdos que solucionem as necessidades do público e, em segundo plano, promovam os produtos ou serviços do negócio. É muito importante ressaltar para o cliente que ele é a prioridade, não a venda;
  • solicitação de feedbacks sobre os conteúdos e serviços, para garantir uma personalização ainda maior do email marketing enviado;
  • ter uma estratégia por trás dos emails enviados. Manter o relacionamento com o público é importante, mas é preciso aproveitar a conexão estabelecida para direcionar os interessados para uma outra etapa ou ação.

Influenciadores digitais

As fontes de informações e referências do mercado sofreram diversas mudanças com a entrada do mundo digital. Se antes, as rádios, canais de televisão, revistas e jornais eram os principais meios para propagação de publicidade, hoje, os meios são muito mais diversificados.

Nessa mesma onda, o acesso aos conteúdos e os meios para produzi-los também se popularizaram e, então, surgiram os influenciadores digitais.

A ideia faz sentido: em vez de a marca ou empresa apontar as vantagens de um produto de forma invasiva, os influenciadores digitais apresentam suas percepções e mostram seu uso no cotidiano, gerando muito mais identificação com quem os acompanha.

Além disso, é preciso considerar que os influenciadores digitais usam as principais plataformas e redes sociais em que o público-alvo segmentado se concentra, como Facebook, Instagram e YouTube.

Porém, ao investir no marketing de influência, é preciso ter em mente que a conexão entre as imagens do negócio e do influenciador é uma via de mão dupla, ou seja, se ele tiver um comportamento contestável, isso poderá recair sobre o negócio.

Ao investir nessa modalidade, porém, alguns benefícios podem ser percebidos, como:

  • aumento da popularidade da marca junto ao seu público-alvo;
  • garantia da entrega da informação, já que, ao contrário dos pop-ups e mala direta, os usuários tendem a ouvir a opinião dos influenciadores que acompanham, por terem conexão e empatia com eles;
  • melhoria da experiência com a informação, já que o influenciador contextualiza o produto dentro da realidade com a qual seu público se identifica.

Redes sociais

Se o tema são estratégias digitais, é impossível não citar as redes sociais como um de seus palcos de maior sucesso.

Instagram, Facebook, LinkedIn, YouTube e outras tantas recebem milhares de usuários que desejam se conectar com outros usuários, mas também querem conteúdos relacionados a imagens, hashtags de interesse e muito mais.

Assim, as empresas e profissionais que querem conquistar novos negócios ou ganhar seguidores no Instagram e outros canais devem apostar em estratégias específicas para cada rede social, a começar pela definição de quais delas adotar.

Isso é muito importante, afinal, é preciso ter uma boa quantidade de relacionamentos com os usuários para provocar engajamento e interação com o conteúdo. Dividir a atenção em várias redes pode fazer com que a atenção seja diminuída o suficiente para provocar o efeito contrário.

Outro ponto importante é ter regularidade de postagens, assim como uma curadoria que promova a educação dos seguidores e incentive-os a comprarem mais, para que se tornem fiéis à marca e evangelizadores da empresa, defendendo sua imagem dentro do mercado e redes sociais, de forma geral.

Usar as soluções de impulsionamento de publicações com base nos princípios do marketing digital também é fundamental, garantindo uma boa segmentação de usuários, grupo de assuntos de interesse etc.

Guest posts

Para empresas que já investiram na criação de um blog, estão presentes nas redes sociais e produzem regularmente seus conteúdos, outra estratégia digital de efeito são os guest posts, materiais e artigos desenvolvidos por parceiros de negócios que têm um público-alvo similar.

Nesse caso, cada lado da parceria promove um conteúdo, o que faz com que um público tenha conhecimento do outro e possa complementar sua experiência com o produto ou serviço, caso já tenha adquirido o outro.

Na hora de escolher quais estratégias digitais utilizar no negócio, é imprescindível que elas sejam inovadoras, diferenciadas, mas também sintonizadas com o perfil do público-alvo.

É possível modernizar as ações em vários sentidos, assim como os conteúdos que fazem parte da estratégia, considerando as necessidades e comportamento do consumidor. Nesse sentido, estar atento às suas informações é determinante para personalizar cada vez mais as futuras ações.

Isso também é uma máxima do marketing de conteúdo. Quer saber mais sobre ele? Então, não deixe de ler o post que explica como ele funciona na prática!

Por Vitor Peçanha

Co-fundador da Rock Content, maior empresa de marketing de conteúdo do Brasil e evangelista sobre o assunto. Viciado em tudo relativo a marketing, startups e empreendedorismo.

2 respostas em “As Melhores Estratégias Digitais para Promover sua Empresa”

Comente: