Categorias
Blog Publicidade

5 fatores que arruínam a criatividade

Alguma vez você já se deparou num momento em que sua criatividade parar de fluir? Sim, estou me referindo ao momento em que você tenta, mas não consegue conceber uma ideia criativa. Mas isso não acontece de repente, não é? Há sempre uma razão por trás desta escassez de criatividade. Mesmo o menor de distração pode arruinar a capacidade de um designer pensar de maneira inovadora.

No campo do design gráfico, a criatividade é um atributo que faz a diferença real. Tudo o que você projeta para um cliente deve ficar fora do resto da multidão. Mas existem alguns fatores que prejudicam a aptidão criativa designer gráfico. É por isso que é crucial conhecer estas questões de antemão para que você possa tomar cuidado com eles.

1. Baixa autoestima:

O maior assassino da criatividade de um designer gráfico é baixa autoestima. A falta de confiança e autoestima amortece sua capacidade de pensar de forma aberta e livremente. O medo do fracasso e decepção cria uma barreira no processo criativo. Se você não tem autoconfiança em suas ideias, sua criatividade é ineficaz. É por isso que é imperativo manter a compostura e ter a firme crença em suas ideias.

2. Crítica:

Ser um designer gráfico, enfrentando críticas dos clientes não deve ser uma coisa nova para você. Ás vezes você vai encontrar clientes que lançam palavras duras que possam perturbar você. Alguns designers “aceitam” críticas para o coração o que acaba afetando sua faculdade criadora. A realidade é que existem clientes que não são capazes de compreender a verdadeira criatividade. O que pode parecer original para você não pode agradar a alguns clientes. Mas com as habilidades de comunicação adequadas, você pode transmitir as suas ideias criativas e conceitos aos seus clientes.

3. Falta de fundos:

Às vezes, os designers gráficos surgem com ideias que são brilhantes, mas inviável para executar. Finanças instáveis são ainda um outro grande fator que destrói a capacidade de um designer gráfico para pensar produtivamente. Você está constantemente preocupado com a sua ideia ou conceito que será executado com baixos recursos. Em alguns casos, os clientes fixam um magro orçamento que não deixa o designer com espaço suficiente para expressar a sua criatividade com liberdade. Por exemplo, o conceito de design ficaria ótimo em um site baseado em flash, mas o cliente não considera viável para seu orçamento.

4. Objetivos difíceis:

Existem duas coisas que dificultam, saber que terá estresse e angústia. Um não ajuda na motivação e a outra dificulta a eficiência de um indivíduo. Metas difíceis e prazos difíceis são os assassinos de criatividade. Isso é porque você não pode restringir o processo de pensamento criativo. Quando um designer gráfico tem prazos demais na sua cabeça, sua capacidade de pensar fora da caixa é contida. É por isso deve-se evitar os clientes com prazos impraticáveis.

5. Viciado no trabalho:

Ser um “viciado” tem seus prós e contras. Enquanto você pode ser capaz de impressionar as pessoas com a sua dedicação sem fim e sem escalas de trabalho, você também vai arriscar matar a sua criatividade. Alguns designers acreditam ser multi-tarefa e completar todo o seu trabalho bem antes do tempo. Mas o que eles não percebem é que ao colocar muita pressão sobre o seu corpo reduz a sua eficiência e eficácia. É por isso que eu acredito designers gráficos devem evitar o vício em trabalho e reter seus sucos criativos.

Comente: