Categorias
Blog Publicidade

Advertainment e o Futuro da Propaganda

Apresentamos na semana passada a matéria “Advertainment – Um estande inédito” e resolvi ir atrás de mais material para nossos leitores sobre advertainment. O futuro da publicidade será muito mais interessante do que é hoje, e este conceito resume muito bem o porque.

Apresentamos na semana passada a matéria “Advertainment – Um estande inédito” e resolvi ir atrás de mais material para nossos leitores sobre advertainment. O futuro da publicidade será muito mais interessante do que é hoje, e este conceito resume muito bem o porque. Ao realizar uma pesquisa no Google sobre o termo, o primeiro resultado apresenta uma matéria de Walter Longo, que já foi presidente da TVA, é Mentor & CEO da Synapsys, a primeira Advertainment Company do País e conhecido por atuar como conselheiro de Roberto Justus no reality show de negócios O Aprendiz, exibido pela Rede Record.

 

Advertainment e o Futuro da Propaganda

Os mais otimistas afirmam que a publicidade está morrendo. Os pessimistas acreditam que ela já era. Exagero ou não, a verdade é que nunca se questionou tanto o real valor e eficácia da inserção publicitária tradicional, seja ela no formato de um comercial de 30 segundos ou uma página de revista ou jornal. A irrelevância da mensagem através dos veículos de massa, e nos formatos conhecidos, está crescendo com muita rapidez num mundo cada vez mais multimídia, repleto de opções e alternativas que atraem a atenção dos consumidores de todas as idades e camadas sociais.

A briga não é mais pela audiência, e sim pela atenção.

Antes a luta era apenas para que alguém visse a nossa mensagem. Hoje ela é pela capacidade de efetivamente influenciar, motivar, emocionar, impactar. Muitos acreditam que isso seja possível alterando o conteúdo da mensagem, mas mantendo sua forma tradicional. Exageram cada vez mais no impacto da mensagem, e não conseguem obter a atenção de seus consumidores. O controle remoto e a atenção seletiva dos telespectadores e leitores está inviabilizando o negócio da propaganda como a conhecemos, trazendo à moda uma infinidade de outras ferramentas segmentadas de comunicação que respondem apenas parcialmente pela solução.


A solução continua nos veículos de massa.
O que muda é a sua utilização.

Continue lendo a matéria no site de Walter Longo.

Por Daniel Zollinger Chohfi

Daniel Zollinger Chohfi é empresário, publicitário, e ajuda empreendedores a construírem seus negócios com a internet.

Há mais de 15 anos no mercado, já foi dono de agências de marketing digital no Brasil, morou nos EUA, e é editor-chefe do Vitamina Publicitária, eleito como um dos melhores blogs de marketing pela Hubspot. Recentemente foi destaque na Copyblogger, considerada a bíblia do marketing de conteúdo pela VentureBeat.

Comente: