Categorias
Blog Variedades

Ano novo, emprego novo. Manual prático para quem quer mudar de emprego.

2013 já começou e com ele vêm as resoluções para esse novo ano. Para muitas pessoas, mudar de emprego é um dos pontos principais dessa lista. Se esse é o seu caso, seguem algumas dicas para que você consiga seu tão sonhado novo emprego.

Pra começar, se você é leitor do Vitamina, provavelmente é criativo: designer, redator, fotógrafo, ilustrador e afins. Então, você precisa de um portfólio. Online, é claro! Por favor, nada de enviar um PDF anexado por e-mail porque, além de passar uma imagem de desleixo, vai deixar o recrutador bem irritado enquanto recebe seu e-mail gigante. Existem muitos sites específicos para abrigar sua pasta, como http://carbonmade.com, www.freelancer.com, entre outros, mas se você puder desenvolver um próprio, melhor ainda.

O segundo passo é revisar seu currículo. Você já deve ter lido e ouvido muitas coisas sobre isso, mas as regras de ouro são: organização e bom senso. Se você tem muitas experiências, cite apenas as mais relevantes pro cargo que você quer. Se tem poucas ou nenhuma, pense em outras coisas relevantes que poderia citar, como trabalhos voluntários, seu blog etc. Destaque seu cargo e coloque as funções desempenhadas e realizações em tópicos, tudo bem sucinto.

Sempre que for enviar seu currículo, inclua uma breve carta de apresentação. Pense no recrutador que vai receber isso como uma pessoa comum, você não precisa tratá-lo por “Vossa Senhoria”, “Excelentíssimo Senhor” ou coisa do tipo. Use uma linguagem simples, direta, mas educada.

Mas e quando você for enviar seu currículo diretamente para um diretor de arte ou outro profissional de criação em uma agência? Esse é um ponto polêmico. Já vi gente que envia o currículo em um desenho, que faz vídeo, que envia só o link do portfólio, que usa memes no e-mail, entre outras coisas. Será que esse tipo de coisa é bacana? Bom, minha opinião é de que o currículo é sempre um documento, não importa se quem vai receber é um careta do RH ou um descolado da criação, e por isso, ele deve ter sempre o mesmo padrão. Mas, se você conhece bem a agência e a pessoa que vai receber, acho que vale uma informalidade. De novo, essa é minha opinião, se você quer se arriscar, vá em frente.

Pra fechar, uma dica importante: não fique panfletando seu currículo! Acredite, enviar para vagas fora do seu perfil não vai ajudar em nada. Os recrutadores recebem centenas de currículos para uma vaga, então, não aumente a pilha dele sem necessidade, isso pode queimar seu filme.

No mais, boa sorte na sua caçada e feliz 2013 ;D

Comente: