Categorias
Blog Digital

BayBrazil: Conectando o Vale do Silício & o Brasil

Todos os empreendedores sonham com o Vale do Silício.

O que você não sabia é que os brasileiros têm o suporte da BayBrazil, uma organização sem fins lucrativos dedicada a aproximar o ecossistema de profissionais e empresas brasileiras e americanas, promovendo interação e negócios entre o Vale do Silício e o Brasil.

A BayBrazil construiu uma comunidade unida formada por profissionais, empreendedores investidores, estudantes e professores brasileiros que moram no Vale do Silício e que podem ajudar a sua empresa aqui nos EUA.

A organização promove a interação entre líderes americanos interessados no Brasil e incentivam negócios entre o Vale do Silício e o Brasil, além de fomentar o empreendedorismo facilitando o acesso de empresas brasileiras a líderes americanos e mentorando jovens empreendedores.

Eu tive o prazer de conhecer a Margarise Corea, brasileira e fundadora da BayBrasil no evento Latin America Tech Meetup que ocorreu em São Francisco na semana passada e pude conhecer um pouco do trabalho que eles realizam.

BayBrazil: promovendo negócios entre o Vale do Silício & o Brasil

baybrazil-logo

A BayBrazil é uma fonte de informação para as empresas da região do Vale do Silício sobre como conduzir negócios no Brasil. São inúmeros workshops, palestras sobre tendências em diversos setores e auxílio para empresas locais na avaliação, qualificação, e seleção de possíveis parceiros e clientes no mercado brasileiro.

Interação. Engajamento. Prosperidade.

A BayBrazil conecta a comunidade Brasileira-Americana no Vale do Silício, promovendo eventos de networking pelo menos uma vez por mês para discutir tecnologia, inovação e negócios internacionais. A organização informa, conecta e promove a interação entre os profissionais interessados ​​no Brasil. Você está convidado a participar!

Localizados na região do Vale do Silício onde vivem mais de quinze mil brasileiros cuja maioria trabalha especialmente no setor de TI, a região também comporta um número significativo de empresas e profissionais americanos e estrangeiros que trabalham com o Brasil ou que visam expandir operações no país.

Hoje são mais de 4 mil pessoas na rede e um time de 9 board members, 18 mentores apaixonados por tecnologia e unidos pela visão de criar oportunidades no setor de TI e fomentar empreendedorismo.

O evento principal da BayBrazil é a conferência anual Brazil in the 21st Century, na Stanford University. O objetivo desta conferência é discutir os avanços do Brasil em ciência, tecnologia, inovação e o papel do país na economia global. 

A primeira edição, realizada em setembro de 2012, contou com um público de aproximadamente 150 pessoas e speakers representando setores público e privado, entre eles CNPq, Banco Itaú, Movile, Endeavor e firmas de VC como DCM.

A segunda edição, em setembro de 2013, teve lotação esgotada com mais de 200 pessoas. Entre os speakers, líderes em diversas empresas, como YouTube, LinkedIn, Mozilla, Salesforce e firmas de VC como Menlo Ventures, General Atlantic, além do representante do governo Americano no Brasil, Todd Chapman, Chief of Mission na Embaixada dos Estados Unidos em Brasilia. Os detalhes estão aqui, incluindo o discurso do Embaixador Prisco Ramos, Cônsul Geral do Brasil em São Francisco.

A terceira edição da conferência ocorreu em 12 de setembro de 2014. Foram convidados diversos líderes para discutir o ambiente de empreendedorismo e inovação no Brasil, bem como o crescimento do mercado digital e a competividade do país no mundo.

Entre os speakers, Fabio Coelho, presidente da Google no Brasil; Megan Zoback, Head of Expansion LatAM, Uber; Luis Samra, GM LatAM, Evernote; Mauro Vieira, Embaixador do Brasil nos EUA.

O público foi formado por profissionais, executivos das mais variadas empresas da região, empreendedores, investidores, banqueiros, estudantes e professores da Stanford.

Confira a entrevista da Margarise Corea para a revista Brasil Best (Dez. 2013)

– Qual foi a sua motivação pra transferir sua vida e seus sonhos para os EUA?

Eu vim pra região de férias, visitar uma amiga de universidade. Ela e as amigas tinham sido convidadas pra um casamento e me levaram com elas de bicão. Neste casamento eu conheci meu marido. I’m a wedding crasher.

– Você teve uma pessoa que lhe deu apoio na chegada?

Quando minhas ferias na Califórnia acabaram, eu convidei meu marido (namorado na época) pra ir me visitar no Brasil. Depois de uns três meses ele foi. Naquela altura já sabíamos que não queríamos namoro à distancia. Ficamos nos debatendo por uns dias “quem vem? -quem vai?”. Eu acabei me mudando e tive a sorte de fazer amigos rapidamente que me ajudaram no período de adaptação e fazem parte da minha vida até hoje.

– Qual foi a sua maior dificuldade nos primeiros anos de América?

Foi encontrar e conquistar meu espaço. Quando resolvi me mudar para o Silicon Valley, meu inglês era terrível e eu sabia que não conseguiria retomar minha profissão de jornalista por um bom tempo. Eu sabia que seria preciso me reinventar. Mesmo as pessoas que não mudam de país passam por fases onde precisam se redefinir. E foi isso que eu fiz.

– Em algum momento você teve medo, ou desanimou?

Sim, acho que tive o medo natural de quem faz mudanças radicais na vida. Continuo tendo medos mas, confianca e persistencia são minhas aliadas.

– Como surgiu a idéia de fundar a BayBrazil?

Desde que me mudei, além dos vínculos familiares e afetivos, sempre quis manter meu vínculo profissional com o Brasil. Eu sentia falta de uma organização que juntasse o ecossistema de profissionais e empresas do Vale interessados no Brasil. Procurei, procurei… não encontrei e então fundei uma. A noticia boa é que no meio do caminho encontrei outros profissionais brasileiros que sentiam a mesma necessidade e toparam fazer parte do nosso conselho board of advisors. O grupo é apaixonado por tecnologia e pela visão de criar mais interação e negócios entre o Vale e o Brazil.

Hoje temos mais de quatro mil pessoas em nossa rede. São brasileiros, americanos, gente do mundo inteiro que mora aqui no Vale e tem interesse no Brasil.

Desde que lançamos a BayBrazil, temos promovido diversos eventos (mais de 50). Entre eles, a serie Brazilian Founders, pra apresentar empreendedores brasileiros ao publico do Vale; a série VC funding in Brazil, pra discutir o ambiente de investimento; evento de networking em parceria com o TC Disrupt, SF e uma conferência anual na Stanford Univeristy, Brazil in the 21st Century. Na ultima edição em setembro passado, tivemos 23 speakers (CEOs, investidores, líderes de empresas do Vale que tem negócios no Brasil) e mais de 200 pessoas reunidas durante um dia inteiro pra discutir tecnologia, empreendedorismo, investimentos e o papel do Brasil na economia global.

Também trabalhamos com diversas organizações parceiras focadas em construir redes de profissionais e “innovation tech hubs”. Através destas parcerias temos criado novas oportunidades de destacar o Brasil aqui na região. É o caso da maior conferência do setor de mobile do mundo, a GMIC, onde a BayBrazil é a organização convidada pra apresentar as tendências e os líderes do setor no Brasil.

– Qual foi o momento mais marcante de sua carreira nos Estados Unidos até agora?

Os últimos três anos têm sido super gratificantes.

A BayBrazil ainda não é uma organização sustentável financeiramente. Precisamos incrementar nossa base de membros e patrocinadores pra continuar crescendo. Os dias de trabalho têm sido longos e intensos. O incrível é que essa intensidade se manifesta também nos e-mails, telefonemas, depoimentos que recebo de pessoas que têm se beneficiado através da nossa comunidade. Facilitamos a criação de novas conexões, novos negócios, novas amizades. É maravilhoso saber que estamos fazendo a diferença, que estamos construindo uma ponte com possibilidades infinitas.

– Que conselho você daria para um imigrante que está acabando de chegar na América?

Não tenha medo de se reinventar e torne-se membro da BayBrazil.


Fica aqui a nossa sugestão. Se você tem interesse no Vale do Silício e é brasileiro, acesse BayBrazil.org e torne-se um membro!

Foto da placa do Silicon Valley via Shutterstock.

Por Daniel Zollinger Chohfi

Daniel Zollinger Chohfi é empresário, publicitário, e ajuda empreendedores a construírem seus negócios com a internet.

Há mais de 15 anos no mercado, já foi dono de agências de marketing digital no Brasil, morou nos EUA, e é editor-chefe do Vitamina Publicitária, eleito como um dos melhores blogs de marketing pela Hubspot. Recentemente foi destaque na Copyblogger, considerada a bíblia do marketing de conteúdo pela VentureBeat.

2 respostas em “BayBrazil: Conectando o Vale do Silício & o Brasil”

Prezada Margarise Correia, boa noite, recentemente estive em São Francisco CA, buscando identificar empresas ou parceiros, para montarmos Startups especializada em intermediar negócios em dois segmentos:
A – fornecimento de matérias primas industriais de produtos minerais como, Tungstenio; Shellita; Sílica e Silício contidos em mineral.
B – Nacionalizar produtos internacionais para exportação com alícota “zero”.
Caso você possa me ajudar, receba antecipadamente meus agradecimentos,

Marcos Rabelo
xx 55 81 99971.6828

Recife/PE

Comente: