Estratégia ou paixão?

Realmente 2012 é um ano para ficar marcado na história. O ano em que milhões de torcedores brasileiros perderam o direito de dizer que um dos maiores e mais populares clubes do futebol brasileiro, ainda não foi capaz de dar uma volta olímpica após a conquista de um título continental (as conquistas nos jogos de Playstation e Xbox não são contabilizadas).

Sim caros leitores, o que muito colocavam como impossível, aconteceu. O Sport Club Corinthians Paulista, após uma espera de 52 anos, desde que o campeonato passou a se chamar Taça Libertadores da América em 1960, tornou-se o grande campeão, e com todos os méritos!

Porém, algo chamou a atenção. A Nike, empresa que fornece o material esportivo utilizado pelo clube, publicou um manifesto destinado “à maior torcida do Brasil”, que segundo eles seriam os “anti-corinthianos”. De forma bastante resumida, a Nike veio a público dizer que os torcedores do Brasil, exceto os corinthianos, torcem de forma mais fanática e apaixonada, desejando o fracasso da centenária equipe de “operários”, do que para seus próprios clubes do coração.

Clique na imagem para ampliar:

A questão é que a Nike posicionou-se de forma bastante clara apoiando o clube, e consequentemente, agradando somente a sua torcida, que não é a única com consumidores de material esportivo no Brasil que se identificam (ou se indentificavam) com a marca.

Arriscada e um tanto quanto tendenciosa, a estratégia de “atacar” as demais torcidas, principalmente de outros clubes com as quais a Nike mantém o mesmo tipo de relacionamento como possui com o Corinthians, que pouco tempo atrás, sentiram-se extremamente orgulhosas ao serem lembradas em uma ação da mesma Nike realizada no lançamento oficial da nova camisa da seleção brasileira, não pegou bem.

No calor da emoção, talvez o planejamento e os riscos de tal ação tenham passado despercebidos, o que não ocorreu por exemplo em outro anúncio, este veiculado após o grande feito, onde as emoções possivelmente estivessem ainda mais afloradas e conseguiu de maneira não menos emocionante, comunicar-se com o público em questão, que é na verdade a torcida do Corinthians.

Talvez, o planejamento demonstrado pela equipe técnica e pelos gestores do futebol do Corinthians, que alcançou seus objetivos de forma incontestável, com extrema competência, possa servir de exemplo nas futuras ações na marca.

A reputação de uma marca, pode ser seu bem mais valioso. Indispor-se com um número tão elevado de torcedores/consumidores, não me pareceu uma estratégia das mais inteligentes.

Autor: Guilherme Bonfim

Related Articles

20 Sites com Mockups GratuitosDescubra 20 sites com milhares de Mockups gratuitos!

Todo empreendedor criativo ama Mockups! Selecionamos 20 sites com milhares de Mockups gratuitos para você!