Categorias
Blog Publicidade

A Internet é ou não uma Mídia Alternativa

O conceito de Mídia Alternativa surgiu para dar nome aos canais ou veículos de comunicação que não fossem os tradicionais, ou seja, vendo por essa perspectiva, toda ação que não fosse veiculada em jornal, revista, rádio ou televisão seria veiculada em uma mídia alternativa. Provavelmente esse termo foi criado porque as ações eram alternativas para, por exemplo, uma campanha que tivesse pouco investimento e não seria possível a veiculação em outras mídias.

A necessidade de inovação aliada à criatividade fez com que as mídias alternativas conquistassem mais espaço e se tornasse mais uma opção de veiculação e não apenas uma “alternativa” caso não houvesse verba.

Para que uma ação em mídia alternativa tenha o resultado esperado, alguns aspectos precisam ser considerados:

  • Inovação é a palavra chave: o resultado vem quando é algo inesperado pelo público, algo que seja novidade.

  • Ela tem que se adaptar ao conceito do produto: deve ter ligação direta.

  • Mensagem X Local: – O conceito do produto e a Comunicação da Campanha deve ter 100% de relação com o local escolhido para a ação;

  • Público Alvo – o mercado onde serão realizadas as ações de mídia alternativa deve ser selecionado estrategicamente, levando-se em conta a frequência média e o alcance desse público.

  • Deve gerar mídia espontânea: uma ação de mídia alternativa nunca deve passar despercebida.

Exemplo de mídia alternativa.

E a internet, em meio a isso tudo, é uma mídia alternativa?

Hoje em dia é praticamente impossível dizer que a internet não faz parte do nosso dia a dia e dizer que ela é uma alternativa, pode ser uma análise errônea. Mas, depois de tudo citado aqui, ela cabe perfeitamente nesse perfil e funciona muito bem como opção de mídia. Quem já trabalha com marketing digital tem isso bem fixo em sua mente: a internet é sim uma grande oportunidade para as marcas interagirem, passar sua mensagem e se relacionar de formas diferentes com seu público, porém ainda existem pessoas e empresas que não acreditam. Então, para exemplificar a eficácia do uso da internet como mídia, vamos pegar uma fatia desse bolo e fazer uma breve análise da fanpage da Skol.

1. Inovação: dentro da internet a palavra é inovação, porque as informações chegam de forma muito rápida e se destaca quem é inovador. A fanpage da Skol pode ser considerada inovadora, por sempre trazer temas referentes ao dia a dia do público alvo, mas de forma diferente a cada dia, além de usar diversos recursos para fanpage de forma eficaz.

2. A fanpage se adapta totalmente ao conceito da marca, tem ligação direta e completa as ações de outras mídias.

3 e 4 – Mensagem x Local x Público alvo: uma fanpage com mais de 5 milhões de fãs, que gostam da marca, passam muito tempo conectados e estão dispostos a interagir é o local ideal para trabalhar a interação com a marca. A interação é feita de maneira divertida, com promoções, a fanpage possui uma espécie de rádio Skol, onde o usuário pode escolher o estilo musical e ouvir enquanto navega na página e no facebook. Não deixa a imagem de “cerveja quadrada”, como a concorrência, fortalecendo o posicionamento de “cerveja que desce redondo,” que tudo é mais legal e divertido com SKOL.

5 – Deve gerar mídia espontânea: A marca sabe lidar com seu público e com ações simples consegue viralizar rapidamente sua mensagem pela rede, justamente por serem mensagens que interessam ao público.

Enfim, apenas um exemplo dentre uma infinidade de outros dentro do Facebook e outras redes sociais, sem citar as diversas oportunidades de marketing digital que podem ser usadas.

Portanto a internet é sim uma opção de mídia e, se bem utilizada, é capaz de trazer resultados surpreendentes para sua marca. A grande sacada é estudar o seu mercado, seu público alvo, fazer um planejamento e escolher qual a mídia (tradicional, alternativa, interna, externa, enfim…) é a ideal para veicular a sua mensagem.

Por Fernanda

Fernanda Spinosa é estudante de Publicidade, com o pé na Produção de Conteúdo Digital e Social Media. Trabalha há 2 anos na área, gosta de Chaves e não dispensa uma boa música, seja o ritmo que for.

Comente: