Categorias
Blog Variedades

Música e Motion Design

Motion design é a aplicação dos métodos e ferramentas de design nas mídias que utilizam o movimento como forma de expressão. São eles: o cinema, a tv, o celular, o computador, o tablet, entre outros. Tem como áreas de convergências as técnicas audiovisuais, o design da informação e atualmente o design de interação. Como suportes podem citar: filmes, games, vts, aulas digitais, videoclipes, revistas eletrônicas e muitos outros.

Muitos artistas e produtores musicais utilizam-se do Motion Design para incrementar seus videoclipes, para impressionar o espectador com a mistura da música com os efeitos visuais da animação. Os videoclipes, em alguns casos, são a razão do sucesso de várias bandas iniciantes e há casos em que o artista é a própria animação, que é o caso da banda Gorillaz, banda americana que fez tanto sucesso que até premiações musicais como VMA.


(Clipe: Gorillaz – Clint Eastwood | Este foi o clipe que fez a banda estourar em 2005 )

Representando o Brasil, temos Dogão é um rapper, ele adora andar de moto, leva a vida na boa e respeita a velha escola de rappers nacionais, é fã do D2 e dos Racionais, mas quer conquistar seu espaço no mundo da música com estilo próprio.


(Clipe: Dogão – Dogão é mau)

O fanatismo dos japoneses por tecnologia parece não ter limites. A maior estrela da música pop da ilha do Sol Nascente é a adolescente de 16 anos Hatsune Miku. Detalhe importante: a cantora não existe na vida real, tratando-se de um avatar em 3D projetado através de hologramas. (*Nota do autor: Sim, os japoneses me assustam!)


(Clipe: Hatsune Miku – World is Mine)

E tem aqueles artistas (de carne e osso) que usufruem de animações para clipes como:

Mika – Lolipop (Animação 2D)

Barão Vermelho – Procuro um amor (Animação 3D)

Pitty – Só agora (Stop Motion)

Beatles – Yellow Submarine (Animação 2D com um pouco de Live Action)

Existem diversos clipes com diferentes técnicas como 2D, 3D, Stop Motion, Recorte, Rotoscopia entre outros, basta fuçar na internet.

Autor: Rafael Oliveira
Agradecimentos á professora: Turla Alquete

Comente: