Categorias
Blog Social Media

O que você precisa aprender com um engenheiro para trabalhar com comunicação

Se você é um daqueles profissionais de comunicação que acha um absurdo ter que mexer com Photoshop, programas de edição de vídeo ou Excel, prepare-se: a coisa já está ficando muito pior.

Não é de hoje que as habilidades de um profissional de comunicação devem ir muito além de escrever, interpretar e apurar informação. Além de dominar alguns programas essenciais para o pleno desenvolvimento da sua rotina de trabalho, o mercado exige cada vez mais uma visão analítica dele.

O bom exemplo disso é a área de Social Media. Não basta ser criativo, analista de redes sociais deve estar preparado para interpretar dados exatos, identificar comportamentos a partir dos números, para só então entrar a parte criativa.

Os jornalistas também, não adianta mais apenas um ótimo texto, é preciso estar por dentro das novas tecnologias que impactam diretamente no cotidiano desse profissional, como o funcionamento dos mecanismos de busca e algoritmos.

Essas novas exigências já refletem no mercado, onde já vemos muitos engenheiros e outros profissionais das áreas de exatas atuando com comunicação, como grande parte dos profissionais do Google e do Facebook, que são engenheiros.

A criação está cada vez mais justificada por números, não apenas pelas ideias. Agora, é esperar que os cursos de comunicação desenvolvam mais essas habilidades em seus alunos. Grande decepção para quem escolheu o curso achando que não tinha nada de exatas.

2 respostas em “O que você precisa aprender com um engenheiro para trabalhar com comunicação”

Eu entendo a necessidade de um profissional “saber de tudo um pouco”, mas ainda acho importante a dedicação em alguma área do conhecimento. Diferente de muitos, eu entrei em Publicidade para me tornar um estrategista e não e um designer, por exemplo.

É o que eu acho, Kaique, os cursos focam muito no “criar” e pouco no “analisar”. Acho que esse é o grande lance do que podemos aprender com a galera das exatas, essa visão mais estratégica, analítica 🙂

Comente: