Categorias
Blog Marketing de Conteúdo Publicidade

Storytelling – A Arte de Contar Histórias

Um turista fazendo um mochilão na Escócia para em um pub para tomar um drinque.

As únicas pessoas no bar são um barman e um velho tomando uma cerveja. O turista pede uma, e senta-se em silêncio por um tempo. De repente o velho se vira para ele e diz:

Você vê este bar? Eu construí este bar com as minhas próprias mãos e a melhor madeira nesta cidade. Dei mais amor e carinho a ele do que a meu próprio filho.”

Mas eles me chamam de João, o construtor do bar? Não.

E o velho olha para fora da janela e diz:

Você vê aquela parede de pedra lá fora? Eu construí esse muro de pedra com as minhas próprias mãos. Busquei pedra por pedra, e construi esta parede debaixo de chuva e frio. Mas eles me chamam de João o construtor da parede de pedra? Não.”

E o velho olha para fora da janela e diz:

Você vê aquele píer no lago lá fora? Eu construí aquele pier com as minhas próprias mãos. Construí desde as estacas nadando contra a maré e areia, tábua por tábua. Mas eles me chamam de João o construtor do cais? Não.

Mas você fode uma cabra… ”

A Arte de Contar Histórias

contador-de-histórias

Storytelling é contar piadas. É saber o seu slogan, a sua linha final.

É saber que tudo o que você está dizendo, da primeira linha até a final, está levando a um objetivo único, e, idealmente, confirmando alguma verdade profunda sobre o nosso entendimento de quem somos como seres humanos.

Todos nós amamos histórias. Nós nascemos para elas.

Histórias afirmam quem somos. Todos nós queremos afirmações que as nossas vidas têm significado.

E nada faz uma afirmação maior do que quando nos conectamos através de histórias.

Elas podem atravessar as barreiras do tempo, do passado, do presente e futuro, e nos permitem experimentar as semelhanças entre nós através de outros, reais e imaginários.

Essa história acima é o início da apresentação As Dicas de uma Grande História do produtor de cinema Andrew Stanton no TED, responsável por histórias como Toy Story, WALL-E e Procurando Nemo.

Os 10 Elementos de Uma Grande História

Os negócios que fazem storytelling e contam as histórias certas tem uma grande vantagem.

Como as histórias conectam, encantam e inspiram, elas podem levar o seu cliente a escolher o seu produto ou serviço, e não o seu concorrente.

É preciso entender que o herói da história não é o seu negócio, o seu produto ou serviço. Este é um dos maiores erros das empresas ao contarem histórias e ao fazerem as suas comunicações.

O herói das histórias deve ser sempre o seu cliente.

Confira um breve resumo dos 10 elementos de uma grande história:

Herói

shutterstock_262368413

O herói da história é sempre o seu cliente. Não o seu produto, serviço ou negócio.

Meta

meta

O herói tem uma meta. O que o seu cliente deseja? Qual é o problema que ele quer resolver?

Obstáculo

obstáculo

Se o seu cliente deseja algo e ainda não tem, é por algum motivo. Porque o seu cliente precisa de você?

Mentor

magico

Qual é o seu produto ou serviço que vai ajudar o herói a atingir a sua meta? Por que?

Sequência

sequencia

Qual é a sequência da história? Toda história precisa de um começo, meio e fim.

Suspense

drama

O público não vai entrar em sintonia para assistir informações. Você não faria isso, eu não faria. Ninguém faria ou fará. O público só vai entrar em sintonia – e ficar sintonizado – para assistir drama.” – David Mamet.

Essa frase explica porque você precisa de suspense na sua história. Esse é um dos grandes segredos de storytelling.

Contraste

árvore

O contraste contribui para a sua história. Altos e baixos fazem a sua história ser mais interessante.

Moral

call-to-action

A sua história tem um objetivo. Nos negócios, a moral das histórias deve levar o cliente a usar seus produtos e serviços.

A moral é a chamada para ação, o call-to-action. Qual é a moral da história?

Ela deve ser o que você deseja que o seu cliente faça em seguida. Por exemplo, se você quer ser que nem o João, estude na Universidade X.

Verdade

verdade

Qual é a verdade que a sua história conta?

Transformação

transformação

Qual é a transformação que o herói atingiu depois da história? Qual é a transformação que o seu cliente terá depois de usar o seu produto ou serviço?

Este breve resumo sobre storytelling e como usa-lo a favor da comunicação do seu negócio é um bom começo.

Quer aprender mais sobre histórias, e como usa-las na sua comunicação? Entre em contato!

Obs: Este texto foi publicado originalmente em 1 de agosto de 2015.

Por Daniel Zollinger Chohfi

Daniel Zollinger Chohfi é empresário, publicitário, e ajuda empreendedores a construírem seus negócios com a internet.

Há mais de 15 anos no mercado, já foi dono de agências de marketing digital no Brasil, morou nos EUA, e é editor-chefe do Vitamina Publicitária, eleito como um dos melhores blogs de marketing pela Hubspot. Recentemente foi destaque na Copyblogger, considerada a bíblia do marketing de conteúdo pela VentureBeat.

4 respostas em “Storytelling – A Arte de Contar Histórias”

Boa tarde Daniel, eu ainda não tinha visto este post, ele resume perfeitamente o que é storytelling. Muito bom mesmo. Vejo o Henrique Carvalho do Viver de Blog aplicando muito isso. Essa estratégia é muito poderosa, mas, difícil de se aplicar.

Com certeza é um ótimo tema para um TCC *-*

Comente: