fbpx

Gostaria de expressar uma opinião pessoal à respeito da maior rede social do mundo, o Facebook.

A coisa está ficando chata gente.

Não estou aqui para julgar ninguém e nem muito menos dizer como cada um deve se comportar dentro da rede, já que se trata de um perfil pessoal e cada um é diretamente responsável por suas postagens. Mas a coisa não está fácil. É muito “mimimi”.

Algum tempo atrás a febre do momento foi falar mal do BBB (aquele reality show global de gosto e conteúdo duvidoso comandado pelo Pedro Bial). Este ano, começou uma nova onda: Falar mal, de quem falava mal do BBB. A questão não é nem do que falar mal ou a forma viral como a informação se dissipa, entendo até que é esta a grande virtude da rede, disseminar o conteúdo de forma rápida e eficaz.

Estamos falando de uma ferramenta de comunicação fantástica, capaz de revolucionar a forma como consumimos informação, nos dá total liberdade para expressarmos nossas opiniões e pode dar início a movimentos capazes até de derrubar alguns ditadores mundo afora.

O problema na minha visão, tem sido os “reclamões”. Para uma crescente parcela de usuários, nada mais é legal. Prestar uma homenagem a um artista da música nacional que nos deixou de forma repentina, como aconteceu de forma maciça quando recebemos a notícia da morte do vocalista da banda Charlie Brown Jr., o popular Chorão, é um problema. Os “educadores sociais” logo começaram a dizer que era um artista que estava esquecido, que existem outras tantas tragédias diárias acontecendo e ninguém diz nada e blábláblá…

Concordo em partes. Ás vezes me sinto incomodado com uma ferramenta tão poderosa ser usada pela grande maioria somente como entretenimento e na disseminação de conteúdos “menos importantes” para o bem comum da humanidade. Mas se já deu, se cansou, desconecta um pouquinho. Vai ler um livro!

Falar mais sobre os assuntos menos importantes no Facebook, é só um reflexo da sociedade no geral. Ou vai dizer que no dia-a-dia a coisa é diferente? Trata-se de uma questão cultural, sobretudo no Brasil.

Tratar de coisas mais sérias, profissionais por exemplo que é outro grande questionamento dos reclamões, pode estar sendo direcionado para outros meios ou outras redes. A coisa ainda é muito recente e até explorarmos todo o potencial instrutivo do Facebook, ainda vai levar um tempinho. Minha colega Poka Nascimento falou disto em seu último post.

Posso eu estar sendo um reclamão agora, mas é só um convite a reflexão e ao respeito às postagens alheias.


Guilherme

Publicitário, pós-graduado em marketing, apaixonado por comunicação, fã de cinema, séries, música, livros, esportes e miojo de tomate com maionese!

Author posts
Transforme sua marca com marketing digital

Vitamina Publicitária

Acessar Serviços

Vitamina Publicitária

+55 11 3230 7105

Av. Ver. José Diniz, 3651 4º Andar
Campo Belo, São Paulo – SP
CEP: 04603-004

Privacy Preference Center

Chamar no WhatsApp
Falar com Atendimento
Olá! Vamos iniciar seu atendimento?