Categorias
Blog Social Media

8 Erros Comuns do Marketing nas Mídias Sociais

erros-marketing-midias-sociais

O dia-a-dia de um profissional de marketing e comunicação é desafiador e a velocidade com que as estratégias e táticas mudam é assustadora.

Com a chegada da internet, tudo ficou ainda mais complicado. São tantas ferramentas e metodologias que quem não tem bons anos de experiência, fica sem rumo e não sabe por onde começar.

Nós sabemos que precisamos da internet e das mídias sociais. Sabemos que precisamos de marketing digital.

Mas qual é o caminho? Qual é o passo a passo?

Cada empresa está em um momento diferente, mas existem fundamentos e conceitos importantes que gostaria de compartilhar com você que quer ir para o próximo nível do seu marketing na internet e nas mídias sociais.

Hoje vamos ver quais são os 8 erros comuns que a maioria dos profissional de mídias sociais comete e como evitar.

1. Não entender o novo marketing

O ponto número 1 é entender que o marketing mudou.

Desde que a mercadologia foi entendida como campo de estudo no final da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), chegamos na orientação para o cliente como a forma mais inteligente de atrair, reter e fidelizar clientes.

Claro, sem cliente, não há negócio. Então lembre desse ponto: o cliente é a coisa mais importante do marketing. E você não vai querer irritar o cliente, vai?

O que há de errado com o marketing tradicional

O problema com o marketing é que ele não funciona mais tão bem como antes. Mas por que?

O marketing tradicional, o que foi ensinado para mim na faculdade e que muitas empresas usam até hoje, tem como base:

  • Estudar o mercado
  • Estudar a empresa, seus produtos e serviços
  • Estudar os diferenciais e o posicionamento
  • Realizar planejamentos estratégicos
  • Realizar planejamentos de comunicação
  • Realizar planejamentos de mídia

E depois de todo esse processo normalmente o que as empresas fazem?

Interrompem o que os clientes estão fazendo para mostrar o resultado de todo trabalho que tiveram antes, o produto e a propaganda maravilhosa que foi criada e custou o olho da cara para ser anunciada.

E a parte de interromper é o problema. Toda a comunicação é baseada na interrupção.

E por isso as pessoas se fecharam para a publicidade.

Ainda bem que chegou o marketing digital.

2. Não fazer o marketing funcionar como deveria

Inbound Marketing

inbound-marketing

Agora é possível atrair o cliente para você e o seu negócio. A premissa que você deve usar é chamada de inbound marketing, ou marketing de atração. O conceito-chave é que agora nós atraímos os clientes em direção a nosso negócio, e não mais levamos ou empurramos nossos produtos e serviços a eles.

Marketing de Permissão

Tudo isso iniciou com Seth Godin que em 1991 publicou o livro Permission Marketing.

“Marketing de permissão é o privilégio (não o direito) de entregar mensagens antecipadas, pessoais e relevantes para pessoas que realmente querem recebê-las. Ele reconhece o poder dos melhores consumidores de ignorar marketing. Ele reconhece que tratar as pessoas com respeito é a melhor forma de merecer a atenção delas. ” – Seth Godin

Ele é a base do marketing digital que todos os profissionais de comunicação deveriam ler já na faculdade. Mesmo formado em propaganda & marketing, nenhum professor meu chegou a citar Seth Godin. Amigos que cursaram Marketing na UC Berkeley, uma das melhores universidades do mundo, comentaram que seus melhores professores falavam bastante sobre o maior gênio do marketing atual, junto com Philip Kotler e afins.

Você deve querer a atenção das pessoas para poder vender, mas não deve interromper as pessoas, e sim conseguir a permissão delas para vender.

E para isso precisamos primeiro da permissão para agregar valor, educar e entreter.

Em última instância é possível até conseguir a permissão para vender e cobrar automaticamente, como streaming de música (Spotify, Apple Music), clubes do livro, sites de membros, planos de saúde e diversos outros serviços que pagamos mensalmente.

3. Não entender o Momento Zero da Verdade

O Google entendeu e criou um conceito chamado de ZMOT, ou Zero Moment of Truth (Momento zero da verdade).

O consumidor atual se comporta de maneira diferente com relação à compra, pesquisando produtos na Web antes de adquiri-los. Então, as estratégias de marketing também devem evoluir. No Google, chamamos o momento da tomada de decisão on-line de Momento Zero da Verdade (Zero Moment of Truth) ou ZMOT, sobre o qual criamos um poderoso e-book, escrito por Jim Lecinski, Diretor de Vendas e Serviços para os EUA e evangelista-chefe do ZMOT, que trata de como estar à frente neste momento crucial do novo marketing.

Basicamente há o primeiro momento da verdade: atenção, ou interesse. Normalmente isso acontece através de um anúncio, como na TV, rádio, impresso, etc.

O segundo momento da verdade é a decisão, que ocorre já no ponto de venda, como a prateleira do supermercado.

E agora temos O momento zero da verdade: a busca no Google.

Possivelmente você sabe mais de diversos produtos que compra do que o próprio vendedor. Atualmente o cliente está educado em relação ao produto ou serviço. Conhece as soluções do mercado e se prepara antes de comprar.

Estar no Google, bem posicionado e ter pessoas falando positivamente de você e de seus produtos e serviços, é fundamental para vender atualmente.

4. Não usar a mídia em primeiro lugar

Vamos além.

Brian Clark da Rainmaker Digital (Copyblogger), um dos gênios e particularmente o meu preferido dos negócios, cunhou o termo Mídia, Não Marketing, primeiro mídia ou mídia em primeiro lugar.

Mídia, ou conteúdo em primeiro lugar constrói melhores negócios.

Com conteúdo, você atrai pessoas interessadas, que dão a permissão para a comunicação, interagem com você, e compram.

A interatividade também é a base para a produção de melhores produtos e serviços.

Ao ouvir e interagir com as pessoas que acessam o seu conteúdo, você entende o que as pessoas querem e desejam comprar.

Está tudo ligado:

  • Inbound marketing diz para atrairmos clientes e não mais interromper.
  • ZMOT diz onde: no Google.
  • Marketing de permissão explica que tudo isso possibilita você ter um negocio muito melhor, com a possibilidade até de cobrar automaticamente, ou pelo menos ter a atenção para comunicar e vender.
  • Mídia em primeiro lugar diz que você pode atrair pessoas, entender as necessidades, produzir produtos e serviços que elas querem comprar e assim construir melhores negócios.
  • Marketing de conteúdo diz como educar as pessoas em direção a seus produtos e serviços.
  • E marketing digital como fazer com profissionalismo.

5. Não saber a real função das mídias sociais

A real função das mídias sociais é atrair pessoas para o topo do seu funil de vendas, ou seja, fazer as pessoas conhecerem a sua marca para a partir daí irem adiante e se interessarem, desejarem e tomarem a ação de comprarem seus produtos e serviços.

O mais importante é entender que as redes sociais são a primeira instância de contato com o cliente e representam o mínimo de confiança que seu cliente tem em você.

6. Não entender os círculos de confiança

Os círculos de confiança, criados pela Copyblogger, mostram o que são e porque a real função das mídias sociais é atrair pessoas para o topo do seu funil de vendas.

circles-of-belief
Circles of Belief via Rainmaker Digital

Existem 6 círculos concêntricos que representam os níveis de confiança que as pessoas tem em você e em sua marca.

Mídias Sociais

É o primeiro ponto de contato com uma marca nos dias atuais, e por isso representam o mínimo de confiança que as pessoas tem em você. Afinal, acabaram de conhece-lo.

Mecanismos de Busca (Google)

Os visitantes em seu site que vieram através de uma busca do Google já tem um pouco mais de confiança na sua marca, já que o Google colocou você como uma autoridade no assunto, ou pelo menos bem posicionado e indicou seu site para seu cliente.

Audiência Geral de Conteúdo

As pessoas que estão em suas outras formas de comunicação como podcasts, assinantes do seu canal no Youtube por exemplo, tem um pouco mais de confiança na sua marca.

Audiência Específica de E-mail

Agora sim. As pessoas que recebem seus e-mails específicos já estão bem mais propensas a comprarem seus produtos e serviços. Como o e-mail é uma mídia de permissão, estamos supondo que você conseguiu o e-mail dessas pessoas porque elas se inscreveram para receber suas novidades, e SPAM passa longe do que estamos falando aqui.

Consumidores e Clientes

Seus consumidores e clientes confiam em você. Eles já tomaram os passos fundamentais para cruzar a fronteira entre confiar ou não: compraram seu produto.

Clientes Repetidos

Seus clientes fiéis são as pessoas que mais tem confiança na sua marca. Cuidar dessas pessoas é fundamental. São elas que vão indicar a sua marca para outras pessoas e fornecer os depoimentos e confiança necessária para que outras pessoas façam parte do seu negócio.

Normalmente as pessoas usam as mídias sociais de forma errada exatamente porque acreditam que as pessoas vão comprar diretamente pelas mídias sociais, ou vão levar as pessoas das redes para o carrinho de compra, por exemplo.

7. Não fazer marketing de conteúdo

Marketing de conteúdo deve ser o seu ponto principal de estudo dentro do marketing digital.

O marketing de conteúdo ensina como produzir a comunicação não interruptiva, aquela que o seu cliente quer receber. Ele educa e entretém os clientes e potenciais clientes em direção a seus produtos e serviços.

Marketing de conteúdo na pratica vai mostrar como produzir texto, áudio, vídeo e imagens, ou qualquer multimídia que constrói audiências para atrair, reter e fidelizar clientes.

8. Não estudar marketing digital

A esta altura você entendeu que as mídias sociais são parte do marketing digital.

Entender como fazer marketing digital profissionalmente faz a diferença, e duas matérias são fundamentais:

E-Mail Marketing

E-mail é a principal causa de acesso mundial a internet. E-mail converte (vende) 40 vezes mais do que as mídias sociais. Não 40% a mais. 40 vezes mais.

Um exemplo simples de como fazer e-mail marketing no seu marketing de conteúdo, é adicionar a opção para que seus visitantes das mídias sociais se inscrevam na sua lista de e-mail marketing e continuem recebendo suas próximas comunicações via e-mail.

No final do seu texto, áudio ou vídeo, adicione um link para que a pessoa possa assinar o recebimento da sua comunicação via e-mail, como neste artigo 🙂

Por exemplo, “se você gostou deste artigo, clique aqui, adicione o seu nome e e-mail que enviaremos mais conteúdo grátis em primeira mão. Não se preocupe em voltar aqui, nós iremos avisar você assim que publicarmos mais sobre este assunto.”

O e-mail é a melhor forma de despertar o interesse de uma pessoa em direção aos seus produtos e serviços porque é baseado na permissão do relacionamento, e deve ser uma das primeiras atividades do seu marketing digital.

Websites

Os websites são os centros de conteúdo e comunicação que você deve ter como principal propriedade.

Um website é uma propriedade de mídia.

Ao invés de catálogos virtuais que apresentam seus produtos e serviços, seu website deve ser um centro de ensino e aprendizagem que deve educar seus clientes em direção a seus produtos e serviços.

Atualmente a criação de um website de alta qualidade é possível com o WordPress até gratuitamente. Não é necessário mais investir milhares de reais na criação de um website excelente, porque a tecnologia já está disponível para todos.

E como conteúdo é rei, conforme vimos em marketing de conteúdo, o que realmente vai fazer a diferença agora é o conteúdo e a experiência que seus visitantes e clientes tem em seu website.

Tudo isso ligado, transforma negócios em empresas de mídia.

Empresas de mídia são donas da sua comunicação com seus clientes, não dependem de ninguém e são autoridades para sua audiência.

E é por isso que criamos o Curso Segredo das Mídias Sociais. Você vai aprender marketing digital na prática e como usar conteúdo para atrair, reter e fidelizar clientes na internet. O curso foi desenvolvido sob medida para quem sabe que precisa aprender marketing digital na prática, mas ainda busca o passo-a-passo para produzir conteúdo de resultados ou como começar o seu marketing na internet.

Espero que você tenha gostado deste artigo, busque não cometer estes erros, e inscreva-se abaixo para saber mais sobre o curso.

Nos vemos lá dentro!

Aprenda marketing digital na prática e construa a sua presença nas mídias sociais.

As inscrições para o Curso Segredo das Mídias Sociais vão abrir nos próximos dias. Inscreva-se e saiba como ir para o próximo passo no seu marketing digital e mídias sociais.

[display_form id=11]

Like via Shutterstock.

Por Daniel Zollinger Chohfi

Daniel Zollinger Chohfi é empresário, publicitário, e ajuda empreendedores a construírem seus negócios com a internet.

Há mais de 15 anos no mercado, já foi dono de agências de marketing digital no Brasil, morou nos EUA, e é editor-chefe do Vitamina Publicitária, eleito como um dos melhores blogs de marketing pela Hubspot. Recentemente foi destaque na Copyblogger, considerada a bíblia do marketing de conteúdo pela VentureBeat.

4 respostas em “8 Erros Comuns do Marketing nas Mídias Sociais”

Cara, esse artigo foi um dos melhores que já li. Está tudo bem explicado, item por item. É quase que uma aula, um guia. Muito bom!

Comente: