Categorias
Blog Marketing de Conteúdo

Como um Designer Pode Usar Técnicas de Copywriting

Você já sabe que produzir conteúdo é fundamental para um designer freelancer ou empreendedor criativo. Mas você usa técnicas de copywriting para atrair os clientes ideais? Descubra como usá-las para separar os bons clientes dos que só te dão dor de cabeça.

O que é copywriting?

Copywriting é a criação de palavras que levam pessoas a tomarem ações.

Como um designer freelancer ou empreendedor criativo, você deve usar as técnicas de copywriting com o foco na conversão, normalmente para levar seus clientes potenciais a comprarem.

Na internet, você pode usar as técnicas de copywriting em suas landing pages, pop-ups, formulários e afins, com o objetivo de levar o visitante ou usuário do seu site a tomar alguma ação, como por exemplo, se inscrever na sua lista de e-mails. Você também pode criar materiais educativos e persuasivos para seus clientes. Esse conteúdo precisa passar para os leitores a ideia de que o produto ou serviço oferecido é necessário e que esse leitor precisa adquiri-los.

Mesmo que muitas vezes sejam gratuitos, são estes conteúdos que vão educar os clientes em direção a seus produtos e serviços.

Outros lugares onde você pode usar as técnicas são em suas redes sociais, dentro de seus eBooks, e assim por diante.

Nosso parceiro Rafael Albertoni explica no vídeo abaixo que quem leva o consumidor a realizar essa ação é o copywriter, ou seja, o profissional responsável pela criação de conteúdo usando as técnicas de copywriting.

E claro que você como um designer freelancer ou empreendedor criativo também pode aplicar estas técnicas ao seu dia a dia. Ao usar as técnicas de copywriting, use os chamados gatilhos mentais para levar o leitor a realizar alguma ação. Por exemplo, você pode escrever com o propósito de criar maior afinidade com a persona, usar um CTA (call to action) para dar a ideia de urgência, informando que as vagas para seu curso estão acabando. Falando em curso, confira esse artigo para aprender a criar o seu curso como criativo freelancer.

Como usar técnicas de copywriting?

Confira como usar algumas técnicas de convencimento com seu público-alvo.

1. Seja intencionalmente persuasivo

Essa é uma habilidade fundamental para os designers freelancers que querem levar seus negócios para o próximo nível. Trata-se da sua capacidade de fazer com que o leitor acredite e concorde com o que está lendo. Seja bom com as palavras, além do design. Isso ajuda seu cliente a confiar em você.

A sua proposta comercial e seu contrato não podem ter erros de português. Seus e-mails também não. Todas as frases devem começar com letra maiúscula e terminar com um ponto final. Isso é o mínimo, e você se diferencial intencionalmente quando tem uma gramática melhor, e usa técnicas de copywriting em todos seus materiais comerciais.

Reflita sobre o que precisa escrever para não soar como uma propaganda. As pessoas estão cansadas de fornecedores que só falam sobre o que querem vender sem encaixar essa necessidade no dia a dia delas, nos seus hábitos e gostos pessoais. Use seu mapa de empatia ou buyer persona e encontre o equilíbrio entre essas peculiaridades do seu cliente.

Além de conhecer seu cliente a fundo, quebre o texto em parágrafos curtos e destaque as partes importantes em negrito para facilitar a leitura. A maioria dos leitores escaneiam o texto e não leem palavra por palavra, assim, você oferece a seus usuários uma alternativa para entender o conteúdo de uma forma mais rápida e fácil.

2. Escreva de forma original

Ao criar um conteúdo para seu blog, não adianta alterar algumas palavras e fazer uma “quase cópia” com o objetivo de passar com louvor pelas ferramentas de plágio.

De nada adianta trazer o mesmo conteúdo, ou seja, a mesma informação com outras palavras. Inove, e disponibilize além de informações inovadoras, novas ideias. Escreva um conteúdo para seu cliente através do seu vasto conhecimento sobre o assunto e experiência na área.

Além disso, é muito provável que quem foi copiado acabe descobrindo, mais cedo ou mais tarde, sobre o conteúdo original e que, no final das contas, você fez um texto praticamente igual. Isso mancha a sua reputação e faz com que as pessoas não valorizem o seu trabalho.

3. Conte uma história

Quando uma história é bem contada, dificilmente nos esquecemos dela, especialmente se essa história tem algo a ver com o nosso dia a dia. Essa é uma das técnicas que você pode usar para persuadir o leitor e torná-lo um lead ou um cliente.

Essa é uma forma de envolver o leitor e de fazer com que ele ame o conteúdo e, por tabela, passe a amar seus serviços também. Deixe o seu texto mais humanizado e próximo das pessoas, criando uma intimidade com elas.

Podemos contar essa história dando exemplos e se for sobre algo que você tenha vivência ou amplo conhecimento, melhor ainda. Quanto mais compatível com a realidade ela for, melhor para você que se destaca como designer freelancer ou empreendedor criativo.

4. Crie um bom CTA

Não se esqueça de acrescentar no texto um CTA (que em bom português quer dizer chamada para ação). É por meio dessa técnica que você fará o leitor agir depois de ler o seu conteúdo.

Ele deve ser objetivo, claro e enfatizar os benefícios que aquela ação trará para o leitor. Seja curto e direto ao ponto. O tipo de CTA deve ser escolhido de acordo com a persona e o tipo de texto que está escrevendo. É necessário analisar alguns fatores como:

  1. Estágio de funil no qual a persona se encontra: por exemplo, não é de bom tom um CTA pedindo para o leitor entrar em contato com a empresa se a persona ainda se encontra no topo do funil;
  2. Deve estar de acordo com tema escrito: não tem lógica adicionar um CTA, por exemplo, sobre hipertensão arterial se o assunto do texto é sobre osteoporose. Por mais que os temas envolvam a mesma área, não há conexão relevante entre eles;
  3. Estrutura da página: é necessário ficar atento ao tipo de página que seu conteúdo possui. Se ele não tem espaço para comentários ou se não tem como responder, um CTA induzindo o leitor a comentar não será possível;

A partir disso, você pode determinar qual será o tipo de CTA que colocará na página, como por exemplo:

  • seguir nas redes sociais
  • compartilhar o post nas redes sociais
  • assinar sua newsletter
  • fazer um teste ou avaliação gratuita
  • entrar em contato com você
  • solicitar um orçamento
  • baixar um material
  • comentar no post
  • assinar uma sequência de autoresponder
  • fazer o download de um ebook

5. Seja criativo

A criatividade precisa acompanha o freelancer criativo e designer empreendedor todo santo dia. Quando a mente cansa, é preciso buscar alternativas para resolver o problema.

Existem diversas formas de trabalhar para expandir a sua criatividade. Nosso cérebro é um músculo e, assim como qualquer outro, forma novas conexões e se hipertrofia quando é trabalhado continuamente.

Podemos usar algumas técnicas bem simples, no nosso dia a dia, para sermos mais criativos. Faça perguntas para si mesmo sobre os mais diversos assuntos, não se contente apenas em ler algo e interpretar, passe a refletir sobre o que leu. Veja outras técnicas que te ajudam a prevenir os bloqueios:

  • Seja mais flexível com as coisas que aprende: o mundo não é preto e branco e há outros caminhos que podem ser seguidos para alcançar o objetivo;
  • Descanse a sua mente: da mesma forma que o nosso corpo cansa, a mente também fica cansada, especialmente porque estamos falando de um órgão que trabalha 24 horas, 7 dias por semana. Portanto, é importante dar uma pausa, relaxar, fazer coisas que te dão prazer como assistir a um filme, sair com os amigos, ir à praia, entre outras;
  • Aprenda a meditar: já é comprovado que meditar ajuda a melhorar a região da criatividade que existe na nossa mente. Essa prática elimina diversas informações inúteis que armazenamos durante o dia e abre espaço para a criatividade;
  • Leia com frequência e busque inspiração em coisas simples.
  • Pense como uma criança. Elas conseguem ser criativas usando objetos e pensamentos menos complexos.

6. Entenda de SEO

No copywriting as técnicas de SEO (Search Engine Optimization) são essenciais. Você precisa utilizar de forma adequada as palavras-chaves, em locais estratégicos no texto para que esse conteúdo consiga ranquear bem nas páginas do Google. Isso consegue levar maior visibilidade para o seu negócio freelancer, que passa a ser conhecido e pode se tornar referência no mercado em que atua.

Mas não é apenas a palavra-chave que precisamos levar em conta. Há outros fatores como links internos e externos que devem ser feitos, o tamanho do conteúdo e o principal: a qualidade.

Quanto mais qualidade o seu texto tem, quanto mais ele é relevante para os leitores, mais fácil é para o Google ranquear bem. Quando ele compreende que as pessoas gostam do seu conteúdo, ele passa a aparecer nas primeiras posições, nas primeiras páginas.

Como usar técnicas de copywriting criativamente?

Existem cursos específicos sobre copywriting como o do nosso amigo Rafael Albertoni, Conrado Adolpho, e outros no mercado. Livros específicos também podem ajudar e, principalmente, escreva mais. É como já diz a frase: a prática leva a perfeição. Quanto mais você pratica, mais consegue identificar os erros, especialmente os bobos que devem ser identificados prontamente.

Lembre-se de usar o seu poder de persuasão sem ser apelativo. Atinja o emocional da persona de forma equilibrada e sutil.

Muitas pessoas não consomem pela necessidade, mas sim por causa do fator emocional. Quer um exemplo simples? Quando você está com fome, poderia comer uma fruta, um pão, qualquer coisa que simplesmente acabasse com essa sensação. Mas aí vem a questão emocional. Você não quer pão, quer um belo sanduíche do McDonald’s suculento, com bastante molho e uma bela Coca-Cola.

Por fim, mas não menos importante, ofereça qualidade nos seus serviços. Para ser reconhecido como um bom profissional e ser procurado por clientes que te valorizam, você precisa valorizá-los também.

Escreva com calma, revise o conteúdo e faça uma boa pesquisa. Além disso, fique sempre atento ao prazo de entrega e caso não possa cumpri-lo, avise para que o cliente consiga se organizar. Faça disso uma exceção e não uma regra, afinal de contas, todos têm os seus próprios compromissos e cumprir prazos é de extrema importância.

Foto do Alex Kotliarskyi no Unsplash

Por Calila Galvão

Redatora freelancer e copywriter.

4 respostas em “Como um Designer Pode Usar Técnicas de Copywriting”

Comente: